Suho estrela um dueto com Jane Jang com “Do you have a moment”

Sendo constantemente eleito como rosto mais bonito do EXO, desbancando Sehun, o próprio visual do grupo, Suho é um daqueles idols que a gente sente vontade de ser fã por causa dos projetos de qualidade que ele participa. Teve que aguentar a pressão como líder de ter que lidar com três saídas de membros do seu grupo, todas envolvendo processos e saídas nada-amigáveis; já estrelou Station; já estrelou em musical da SM (School Oz) cantando a icônica linha I’m genie for you, boy da música Genie, do Girls’ Generation. Isso além de ter sido alvo de especulações sobre o poder aquisitivo da sua família que nunca ninguém teve uma confirmação e boatos que ele estava namorando um homem.

Pois é, além de ser um um rostinho bonito e ter sua vida um alvo para boatos e fofocas, o Suho canta. Pasmem! E além de membro do EXO, ele tem a oportunidade de soltar a sua voz e mostrar um pouco de seu potencial em parcerias como essa.

Jane Jang é um cantora e compositora sul-coreana, que compõe músicas desde os 15 anos e iniciou sua carreira em 2010. Ela toca guitarra e piano, possui um álbum de estúdio lançado em 2011 chamado Day Breaker, além de inúmeros singles e OSTs lançados.

Suho and Jane Jang

Sobre a música: ela é inofensiva, parecendo ser uma daquelas músicas que um casal cantaria depois do primeiro ou segundo encontro em um final musical. As coisas boas saem muito mais da interpretação dos artistas do que da música em si, porém às vezes a harmonia dos dois não parece perfeita em alguns momentos que eles cantam em coro, o que deixa tudo ainda mais parecido com um número de algum filme musical.

Apesar dos clichês, a vibe da música é alegre e eu tive a impressão que os dois se divertiram muito gravando isso aqui. O ato não é tão icônico quanto o Suho falando I’m genie for you, boy, mas é com certeza um acréscimo para a discografia individual do Suho já que ele não tem uma carreira musical oficial fora do EXO.

E você? Tem um momento para ouvir Do you have a moment?

Anúncios

EXO – Universe | Album Review #1

O EXO lançou Universe no dia 21 de dezembro do passado (2017) e esse extended play de inverno foi como um gol feito nos últimos minutos da prorrogação, pois pra mim, sem dúvidas Universe foi o melhor ato do kpop de 2017. Vamos dar uma conferida pra saber com o que o EXO nos presenteou?

Como quase todo ato do kpop, a primeira faixa do álbum é a faixa-título do produto, com Universe dando nome ao single e ao álbum. Pra mim, a faixa cresceu aos poucos. Não sei explicar, mas talvez pelas minhas expectativas estarem baixas, eu me surpreendi. Eu na verdade nem me lembro porque ouvi essa música, sendo que eu ignorei ele completamente no ano passado (2017) e só vim a escutar lá pro final de janeiro desse ano (2018), mas que bom que eu escutei.

Universe cresce no primeiro refrão, mais por causa da bela e potente voz do Chen (um dos três vocalistas principais do grupo) do que pelo instrumental mesmo, mas isso não é um defeito. Particularmente eu senti que os vocais de todos os membros melhoraram (se é que isso é possível pra idols como o Chen, por exemplo), mas nessa música fiquei impressionado com o Suho (líder e vocalista guia do grupo) e com o D.O e Baekhyun (os outros dois vocalistas principais) que tiveram uma atuação impressionante, não tenho o que comentar.

Apenas senti falta mais da voz do Chanyeol (rapper principal e vocalista de apoio do grupo), eu amo o seu timbre e a sua qualidade vocal é digna dele estar na vocal line, mas alguém tem que fazer o rap no EXO, não é mesmo?

A segunda faixa de Universe é apenas a versão em mandarim do single. Não prestei atenção se os videoclipes não diferenças, mas a distribuição de solos não muda, eles cantam todos a mesma parte em relação a versão coreana, só muda o idioma mesmo. Pelos menos ela serve pra ouvirmos o Xiumin brilhar no último refrão. Próxima faixa!

Xiumin Universe

Been Through é a primeira b-side do EP e é a minha faixa favorita do mesmo. Se eu já havia ficado impressionado com o single, essa música me fez ficar embabacado na qualidade vocal do EXO. Apesar da faixa ser boa por completo, eu fui fisgado pela parte cantada em inglês e em falsete do refrão: You shine like stars, you light up my heart.

Além disso, o instrumental é muito gostoso de se ouvir. Embaixo vou deixar a versão demo da música que é de um artista chamado Brandyn Burnette, um dos compositores da música. Inclusive ele escreveu pra ter um pequeno rap, fiquei impressionado, porque pensei que foi adicionado pela SM pro Chanyeol e Sehun cantarem. Ponto pra genialidade do Brandyn.

E não podemos esquecer que Sehun mais uma vez ficou com as linhas icônicas: Dadada dadada dum Dadada dadada dum.

Sehun Universe

Stay vem logo depois de Been Trought e ao contrário de ficar com medo de não gostar da faixa porque eu venerei a anterior, eu fiquei foi muito mais animado pra escutá-la. A faixa começa devagar, abusando de um instrumental melancólico, mas a partir do primeiro Can’t believe, can’t believe o tempo começa a ficar mais rápido, dando uma gostosa melodia para aqueles que escutarão a música por acaso e curtiram a música batendo o pé e estalando os dedos. O destaque da música vai para o Suho, que cantou  a faixa em um timbre mais forte e ganhou as linhas finais da música. Mais que merecidas por causa do seu timbre divino neste ato.

Suho Universe

Junto com Been Trought e Stay, Fall (faixa seguinte do álbum) disputam para ver qual a melhor música. O começo da faixa é com um violão básico, mas funcional, gostoso, que dá certo. A primeira voz que escutamos é a do D.O, que é o membro do EXO mais perfeito pra cantar essas músicas mais sentimentais, baladas ou sensuais, enfim… o membro do EXO que serve pra quase tudo haha.

D.O Universe

Fall tem uma pegada muito gostosa, ela te prende. O refrão em couro sussurrando Fall, fall acompanhado de Baekhyun, D.O ou Kai falando Fall for you depois. Aliás Kai é o que mais me chamou a atenção em Fall. Eu adorei o seu timbre, adorei o fato dele ter cantando bastante na música (afinal, em posição vocal ele é apenas um vocalista de apoio), mas como ele já foi chutado da rap line há muito tempo e colocado pra cantar, eu fico bem feliz em ver o quanto ele melhorou.

Kai Universe

Os pontos positivos de Fall não acabam por aqui, porque a partir do segundo refrão nós somos agraciados com os high notes dos vocalistas principais do EXO. Afinal, o grupo possui três e alguém achou uma boa ideia usar os três na mesma música e deu certo. De notas semelhantes a súplicas, gemidos e uivos, a faixa ia me arrepiando a cada segundo em que ela era executada.

Baekhyun Universe

Good Night é a próxima faixa do álbum. Ela não me prendeu como as outras três, o que fez com que eu não pudesse apreciar a música da forma certa. Eu prefiro mil vezes colocar as três anteriores no replay. Aqui temos o EXO fazendo o que sabe fazer de melhor, cantar, e nisso eu incluo os rappers, já que o Chanyeol cantou bastante aqui comparado nas outras músicas, que era o que eu estava pedindo. Temos vários uivinhos ao longo da faixa e uma letra romântica típica da discografia do EXO.

Chanyeol Universe

Lights Out é a última faixa original do álbum, sendo cantado apenas pelos vocalistas principais (Chen, D.O e Baekhyun) junto com o Suho, que chegou pra ficar no lugar do único lead vocal que o EXO tinha: Luhan. A letra da música foi totalmente escrita pelo Chen e escutando a música, me parece algo que ele lançaria em uma carreira solo. A faixa é boa, gostosa com um instrumental não muito ousado, feito apenas para acompanhar o talento vocal dos meninos e sendo assim, nós conseguimos curtir muito bem o que os vocalistas do EXO conseguem fazer.

Chen Universe

A última faixa do álbum é a mesma Universe do single, mas a CD Version que eu particularmente não faço a mínima ideia de qual seja a diferença. Me desculpem, mas eu realmente não sei qual é, se é o instrumental, se as partes são cantadas de forma diferente, quem souber, por favor, comenta.

E com o álbum escutado por completo, a sensação que sinto é de querer ouví-lo de novo. Se estou calmo, aperto o play e deixo as faixas se reproduzindo e apenas curto, se estou mais agitado, jogo direto em Been Trought e começo a dançar que nem um retardado.

E você, o que achou de Universe? Gostou? Não gostou? Ignorou? Deixe sua opinião nos comentários.